O revestimento em fibra de vidro é conhecido como revestimento anticorrosivo, que possui um acabamento fixo de ótima consistência, podendo ser aplicado em áreas planas e lisas.

Esse revestimento possui altíssima proteção em áreas metálicas ou concreto, pisos e equipamentos corrosivos e superfície de fibra de vidro, devido ao seu perfeito revestimento de resina e reforço do acabamento, possuindo altíssima resistência mecânica.

O processo de revestimento em fibra de vidro consiste primeiro na limpeza da superfície que pode ser realizada tanto por jato como por lixamento; aplicação dos materiais corretos para o produto, como tecido, mantas, primer e acabamentos adequados.

Vantagens do uso desse revestimento

Após a instalação do revestimento em fibra de vidro essa fibra recebe a pintura desejada, não havendo problemas se precisar de retoques podendo a superfície ser lavada se a tinta usada for acrílica, tornando-a impermeável. Há muitas vantagens em sua aplicação; seu material é de grande resistência, evitando irregularidades e defeitos visíveis; possui proteção anti corrosão e apresenta um ótimo acabamento em áreas químicas e em lugares de grande resistência térmica.

O uso de um revestimento em fibra de vidro apresenta um manuseio simples e textura sólida. É de grande valia por ser anti alérgico, anti mofo e não ser inflamável devido ao fato de impedir entrada de agentes externos. Esses revestimentos são feitos em fios de fibra sem núcleo e são muito sugeridos em tubulações, canaletas, bases de bombas, caixas de contenção ou diques, revestimento para tanques, para pisos entre outros.

O revestimento em fibra de vidro recobre perfeitamente rachaduras que possam vir a aparecer devido a sua suavidade e fácil aplicação, além de ser um diferencial para o ambiente, possui barreira química; o único fator que ele necessita após um longo período é a sua repintura.

O texto acima "Revestimento em Fibra de Vidro" é de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal. – Lei n° 9.610-98 sobre direitos autorais.