Manutenção de Radiador Niagara e Aero Classics

s órgãos fiscalizadores concedem a liberdade para entusiastas desenvolverem os seus projetos aeronáuticos com o objetivo de incentivar a criação de modelos cada vez mais sofisticados. Isso ocorre pois muitas das aeronaves empregadas no setor militar e civil, foram originadas por experimentos particulares.

Mas, em modo geral, as aeronaves devem ser certificadas, seguindo as diretrizes de segurança. Um desses requerimentos é a presença de uma unidade de refrigeração, como o radiador em casos da propulsão ser realizada por meio de motores.

No caso dos modelos da série EMB 710, oriundos da parceria Embraer e Piper Aircraft Corporation, os mesmos são equipados com radiadores Niagara visando refrigerar os componentes do motor.

Como funciona?

A princípio, o óleo lubrificante percorre por todas as peças formadoras do motor, retendo o excesso de energia térmica produzida durante o funcionamento. Em seguida, esse fluído é direcionado para o radiador onde o mesmo absorve o calor, arrefecendo o óleo.

O radiador por sua vez, utiliza da corrente de ar gerada de acordo com a forma em que a aeronave se locomove para dissipar a energia térmica retida.

Como esse equipamento é de suma importância para a segurança, a realização da manutenção de radiador Niagara e Aero Classics é indispensável para manter o desempenho.

A manutenção de radiador Niagara e Aero Classics pode ser feita de forma preventiva justamente para identificar o estado de conservação das peças.

O texto acima "Manutenção de Radiador Niagara e Aero Classics" é de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal. – Lei n° 9.610-98 sobre direitos autorais.