À medida que houve o crescimento populacional em conjunto ao avanço da civilização, sucedeu-se o desenvolvimento da tecnologia o que proporcionou as condições satisfatórias para que maquinários e ferramentas fossem aperfeiçoadas originando recursos altamente sofisticados.

Conforme ocorreu a inserção desses recursos, muitas atividades foram possibilitadas, assim como o bem-estar foi amplificado.

Como um exemplo dos dispositivos desenvolvidos, podemos dar o devido destaque ao ar condicionado cujo o qual está cada vez mais próximo de substituir os ventiladores, sendo um item indispensável para o conforto durante temporadas quentes e abafadas.

Atualmente, por mais que o princípio de funcionamento é similar, temos a disposição variados modelos onde todos possuem as suas propriedades como tamanho, capacidade de produção, método de instalação, componentes e, consequentemente, possuem as suas devidas aplicações.

Mas como funciona um ar condicionado?

Tudo inicia-se com a sucção do ar presente no ambiente a ser refrigerado. Um ventilador ou ventoinha, secciona o ar para uma câmara especial onde contêm serpentinas ou tubos dos quais são preenchidos com o fluido refrigerante.

Essa substância corresponde ao R 22 cujo mesmo baseia-se em um elemento composto cloro, flúor e carbono, que possui as propriedades ideais para absorver a energia térmica.

Com o deslocamento do R 22 ocorrendo por meio da pressão gerada por um compressor, o fluido refrigerante remove o excesso de calor presente no ar presente na câmara, onde as suas características físicas são alteradas, transitando do estado líquido para gasoso.

Em seguida, o gás refrigerante é encaminhado para um condensador, sendo submetido a um processo que remove a energia térmica contida, não somente voltando ao estado líquido, mas também, com as condições ideais para iniciar um novo ciclo.

Encerrando-se a passagem pela câmara de resfriamento, o ar climatizado é direcionado de volta para o ambiente, apresentando a temperatura ideal para fornecer a comodidade aos usuários.

Esse é um processo comumente conhecido como expansão indireta da qual está presente em, pelo menos, dois tipos de ar condicionado, os modelos de janela e splits.

Existem um outro processo que corresponde à expansão direta que é a base do funcionamento de conhecidos como centrais de ar, onde o fluido refrigerante remove o calor contido na água preparando-a para circular no interior do sistema.

Em suma, para escolher o modelo ideal às suas necessidades, é de suma importância realizar uma análise usando como critério não somente o modo de funcionamento, mas também, as especificações do ambiente a ser climatizado.

O texto acima "Como Funciona um Ar Condicionado?" é de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal. – Lei n° 9.610-98 sobre direitos autorais.